Opinião

Fabíola Cardoso

Despoluir um rio não é impossível

Despoluir o Nabão é possível. Haja vontade política de quem governa, trabalho técnico competente e capacidade de candidatura a financiamentos europeus.

Fabíola Cardoso

Produção solar fotovoltaica sim, mas….

Assistimos ao nascimento de um novo problema ambiental que ocupa milhares de hectares no Ribatejo: proliferam os projetos de enormes centrais solares na Azambuja, Cartaxo, Alenquer, Santarém, Chamusca, Rio Maior ou Benavente.

Fabíola Cardoso

Ecovia do Tejo: um caminho de esperança

A ONU instituiu o dia 3 de junho como Dia Mundial da Bicicleta. Foi este o dia escolhido pelo Bloco de Esquerda para divulgar a proposta legislativa que defende a criação da Grande Ecovia do Tejo: um percurso ciclável e pedestre, de Espanha a Lisboa, junto ao rio Tejo.

Na primeira reunião do executivo municipal de Salvaterra de Magos, Luís Gomes, vereador eleito pelo Bloco de Esquerda, defendeu que as reuniões de câmara “devem ser tornadas realmente públicas, sem medos nem preconceitos”.

Nesse sentido, apresentou uma proposta de recomendação para que fosse assegurada a transmissão de todas as sessões do executivo “em direto, através da Internet, nos formatos de vídeo e áudio, acessível a todos os cidadãos, utilizando para isso os meios técnicos do município

O Vereador Luís Gomes destacou duas notas, na sua intervenção que marca o final de mandato e prestou em seu nome e do Bloco de Esquerda a homenagem devida, pelo falecimento de Jorge Sampaio, opositor à ditadura, humanista e um homem profundamente solidário com os povos oprimidos.

Mas também lamentou o fato da maioria socialista deste executivo não ter respeitado o luto nacional e ter mantido todos os eventos agendados pelo município. O bom senso e ética exigia o reagendamento dos eventos culturais.

O Vereador Luís Gomes na sua intervenção de final de mandato traduziu o sentimento de todos: “Continuamos a assistir a tomadas de posições públicas de alguns eleitos socialistas que descredibilizam a política, e de quem trabalha em prol do concelho, mesmo na oposição. Lamentamos aqueles que vivem sustentados na intriga, na difamação, nas inverdades e na demagogia.

Não contem connosco para esse caminho, estamos, estivemos e estaremos prontos para o confronto de ideias, projetos e soluções em prol do nosso concelho e da qualidade de vida da nossa população.”

A candidatura do Bloco de Esquerda está nesta campanha, como sempre, por um debate público sério e de ideias, com projectos que construam esperança num concelho com futuro. 

Lamentamos que outros não o façam e tentem sistematicamente construir discursos que destroem a democracia, o respeito e dignidade pelo trabalho e empenho de quem quer contribuir para a construção de um futuro melhor para o nosso concelho.

Lamentamos o aproveitamento político devido ao estado de saúde grave de eleitos e consequentes efeitos no quadro pandêmico.

Temos orgulho no nosso trabalho e na obra realizada enquanto responsáveis pela gestão do município e das freguesias durante diversos mandatos. 

Temos orgulho na oposição construtiva no atual mandato e nas mais de 500 propostas feitas ao longo destes 4 anos.

Temos orgulho de ter um candidato a presidente de câmara que em 94 reuniões de câmara (até à presente data) e durante 4 anos ter faltado a 3 reuniões por férias e 1 por doença súbita e sujeito a uma intervenção cirúrgica.

Pautamo-nos pela elevação e responsabilidade política, pelo debate sério e são na construção de um concelho com futuro. 

Para este caminho contem connosco. 

O Bloco de Esquerda reivindica a total qualificação da nossa Praia Doce como praia fluvial de topo, incluído todas as condições necessárias para o trabalho dos nadadores-salvadores, instalações condignas para fixação dum concessionário que providencie todos os apoios de praia, “snack-bar” e WCs, limpeza do areal, recolha de lixo e aluguer de canoas e embarcações para fruição do Tejo. A decisão de retirar os nadadores-salvadores, desqualificando a Praia Doce é quanto a nós inaceitável, disse o Vereador Luís Gomes na reunião de Câmara.

Páginas