Opinião

Carlos Matias

O populismo também é incendiário

O populismo insinua-se na análise das causas e das soluções para os incêndios rurais; simplifica o que é complexo, apontando uns quantos “culpados”, apregoa umas receitas de cartilha, elide os interesses em confronto e foge à definição concreta do conteúdo das “reformas” por fazer. Ora, aqui é que “bate o ponto”….

José Manuel Pureza

Uma nova respiração

Há movimento social em Portugal. A manifestação de jovens na Avenida da Liberdade contra a violência racista, a greve feminista e a greve estudantil pelo clima mostram essa nova vitalidade do movimento social, a sua criatividade propositiva e a sua determinação transformadora. E, mais que tudo, têm a força irreprimível da juventude.

Francisco Cordeiro

Vida ou lucro?

A polémica sobre a Celtejo foi-se diluindo com o tempo, mas os problemas de poluição no rio Tejo têm persistido.

O vereador Luís Gomes interveio na reunião de câmara, acusando a maioria socialista de falta de solidariedade e de compromisso com a população:

O Bloco de Esquerda está preocupado com a forma e os critérios, no mínimo estranhos, usados para a seleção dos recenseadores dos censos deste ano. Como se percebe, as escolhas, que são públicas e têm uma conotação excessivamente política, o que é de lamentar e de preocupar os cidadãos do nosso concelho, pois ficamos sem saber sé é procedimento habitual nas opções de quem lidera os órgão autárquicos deste concelho. As mesmas questões serão colocadas nas Assembleias de Freguesia, para que este tipo de “apadrinhamento” não fique impune.

O Bloco de Esquerda questionou, sem sucesso, perante a prepotência do Presidente do município, o porquê de realizar trabalhos no mercado, pondo em perigo os utilizadores no dia de maior afluência, quando poderia ter sido perfeitamente realizado durante a semana e em horas sem utilizadores. As questões relativas ao desgoverno na câmara avolumam-se…

A reabilitação do centro histórico de Salvaterra de Magos foi sempre uma prioridade nossa, pelo que temos ao longo dos anos insistido com o Presidente neste ponto, mas mais uma vez a oportunidade de transformar e recuperar esse mesmo centro, apostando em habitação a custos controlados, não vai ser aproveitada. A maioria socialista continua de costas voltadas para a sua população e para o centro histórico.

O Bloco de Esquerda votou favoravelmente os protocolos de apoio financeiro que permitem apoiar financeiramente as famílias e as instituições. Foi necessário, no entanto denunciar a situação de grave injustiça cometida pelo executivo socialista, face à discriminação praticada com o Centro Paroquial de Salvaterra de Magos.

Páginas