Opinião

Carlos Matias

O populismo também é incendiário

O populismo insinua-se na análise das causas e das soluções para os incêndios rurais; simplifica o que é complexo, apontando uns quantos “culpados”, apregoa umas receitas de cartilha, elide os interesses em confronto e foge à definição concreta do conteúdo das “reformas” por fazer. Ora, aqui é que “bate o ponto”….

José Manuel Pureza

Uma nova respiração

Há movimento social em Portugal. A manifestação de jovens na Avenida da Liberdade contra a violência racista, a greve feminista e a greve estudantil pelo clima mostram essa nova vitalidade do movimento social, a sua criatividade propositiva e a sua determinação transformadora. E, mais que tudo, têm a força irreprimível da juventude.

Francisco Cordeiro

Vida ou lucro?

A polémica sobre a Celtejo foi-se diluindo com o tempo, mas os problemas de poluição no rio Tejo têm persistido.

O Bloco de Esquerda apresentou à votação uma moção de declaração de municipio antiracista, que foi aprovada em reunião de câmara por unanimidade. No atual contexto mundial, em que se afirmam ideais contrários aos da sociedade democrática e igualitária, e no contexto nacional, onde se verifica um aumento a cada ano de queixas apresentadas à Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial, é especialmente relevante reconhecer a esperança que uma manifestação antirracista de dimensão sem precedentes traz consigo.

O Bloco de Esquerda questionou o Presidente da autarquia sobre várias incongruências na governação do município, nomeadamente o porquê, do posicionamento do dispositivo dos bombeiros estar estacionado no pavilhão municipal e não no local estratégico de estacionamento/posto avançado de combate a incêndios da Glória do Ribatejo? Foi feita despesa pública à pressa, em vésperas de eleições autárquicas, do qual a anterior direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Salvaterra de Magos não percebeu a sua utilidade nem foi consultada para este investimento?

O Bloco de Esquerda, protesta veementemente, pela passividade demonstrada, pelo Presidente da autarquia, perante a inoperacionalidade, ou falta de vontade, da empresa EcoLeziria, em atuar condignamente no nosso concelho. Perante a pouca competência em resolver estes assuntos, aproveitou-se também, para lembrar o Presidente, acerca da promessa ainda não cumprida, de recolha de lixo porta a porta.

O Vereador Luís Gomes do BE questionou o executivo e pediu intervenção urgente na zona conhecida pelo “zoo rural” no inicio da EN114-3 face à degradação avassaladora existente, completamente ao abandono, pondo em perigo as dezenas de crianças que diariamente ali passam como a saúde pública dos munícipes.

O Bloco de Esquerda congratula o estabelecimento do protocolo com o Centro Paroquial de Salvaterra de Magos, mas não pode deixar de registar que o executivo só propõe este protocolo de apoio para compensar esta instituição da discriminação praticada e depois da denuncia do Bloco de Esquerda.

Páginas