Opinião

Fabíola Cardoso

Despoluir um rio não é impossível

Despoluir o Nabão é possível. Haja vontade política de quem governa, trabalho técnico competente e capacidade de candidatura a financiamentos europeus.

Fabíola Cardoso

Produção solar fotovoltaica sim, mas….

Assistimos ao nascimento de um novo problema ambiental que ocupa milhares de hectares no Ribatejo: proliferam os projetos de enormes centrais solares na Azambuja, Cartaxo, Alenquer, Santarém, Chamusca, Rio Maior ou Benavente.

Fabíola Cardoso

Ecovia do Tejo: um caminho de esperança

A ONU instituiu o dia 3 de junho como Dia Mundial da Bicicleta. Foi este o dia escolhido pelo Bloco de Esquerda para divulgar a proposta legislativa que defende a criação da Grande Ecovia do Tejo: um percurso ciclável e pedestre, de Espanha a Lisboa, junto ao rio Tejo.

O Bloco de Esquerda saúda a realização das jornadas e gala do desporto e realça que ao fim de vários anos de propostas do Bloco de Esquerda neste sentido, finalmente o projeto foi concretizado, mas não sem percalços e contradições, transformando essas mesmas propostas do Bloco numa miniatura do que poderia ter sido. É pois essencial o aumento do apoio ao desporto, numa visão plural e atual de todas modalidades praticadas no concelho.

O Bloco de Esquerda tem nos últimos anos manifestado grandes preocupações com a resposta do SNS no nosso concelho. Em particular na resposta de médicos de família aos utentes do nosso concelho. Temos igualmente apresentado diversas propostas para responder a esta lacuna estrutural no concelho de Salvaterra de Magos.

Infelizmente os problemas persistem, seja na resposta às necessidades de médicos de família, seja em enfermeiros, nas diversas especialidades do SNS, nas condições das infraestruturas dos centros de saúde e mesmo na disponibilidade de materiais médicos.

Gostariamos de saber qual a situação que nos encontramos nas respostas do SNS, particularmente nos médicos de família.

Falar de menstruação ainda é um tabu na nossa sociedade. A maioria das mulheres tem vergonha de discutir sobre este processo natural. Isso porque os temas relacionados com corpo feminino estão ainda rodeados de desinformação e estigmas.

A pobreza menstrual é um desses tabus. Trata-se da designação dada à falta de acesso de raparigas e mulheres a produtos básicos para manter uma boa higiene no período da menstruação. Não se restringe só à falta de dinheiro para comprar tampões, pensos ou copos menstruais, mas também à ausência ou precariedade de infraestrutura no ambiente onde vivem, como água e saneamento básico.

O Bloco de Esquerda propõe a distribuição gratuita de produtos de higiene feminina (absorventes, tampões e pensos higiénicos) nas escolas públicas do concelho e nos centros de saúde do concelho, com uma quantidade limitada numa fase experimental, bem como uma campanha de sensibilização, junto das escolas, para combater o tabu que ainda é a pobreza menstrual.

O Bloco de Esquerda tem ao longo dos anos insistido numa resposta estruturada para a resolução da qualidade da água, será que o município não vai interferir nesse sentido?

O que tem sido feito para combater a forte eutrofização da Albufeira de Magos? E quais as medidas previstas no projeto para a melhoria da qualidade da água da albufeira de magos?

Estas obras de segurança vão fazer impedir que ano após ano, centenas de peixes morram em resultado da eutrofização das águas da Albufeira de Magos?

Seja através do PDR, do PRR, do Ministério do Ambiente não é possível encontrar uma solução para melhorar a qualidade da água da Albufeira de Magos?

O Bloco de Esquerda propõe que os lanches das escolas, da responsabilidade do município, sejam reforçados, tanto o da manhã como o da tarde.

Propõe ainda a gratuitidade para todos as crianças de todos os escalões.

Páginas