Opinião

Carlos Matias

O populismo também é incendiário

O populismo insinua-se na análise das causas e das soluções para os incêndios rurais; simplifica o que é complexo, apontando uns quantos “culpados”, apregoa umas receitas de cartilha, elide os interesses em confronto e foge à definição concreta do conteúdo das “reformas” por fazer. Ora, aqui é que “bate o ponto”….

José Manuel Pureza

Uma nova respiração

Há movimento social em Portugal. A manifestação de jovens na Avenida da Liberdade contra a violência racista, a greve feminista e a greve estudantil pelo clima mostram essa nova vitalidade do movimento social, a sua criatividade propositiva e a sua determinação transformadora. E, mais que tudo, têm a força irreprimível da juventude.

Francisco Cordeiro

Vida ou lucro?

A polémica sobre a Celtejo foi-se diluindo com o tempo, mas os problemas de poluição no rio Tejo têm persistido.

O Bloco de Esquerda volta novamente a questionar o Presidente do município, pela terceira vez, diga-se, se pode garantir que o betuminoso que estava na A13 e que tem sido colocado em todo o concelho, não tem resíduos de alcatrão? Será que pode dar a garantia a todos os cidadãos que o perigo não está à nossa porta? A insensibilidade ambiental do Sr. Presidente tem por diversas vezes toldado o seu raciocínio, impedindo em consequência a proteção da saúde pública no nosso concelho, como é sabido.

O Vereador Luís Gomes do Bloco de Esquerda desejou todos um bom ano de 2021, na sua intervenção, em reunião de câmara, desejando ainda que o executivo que governa o nosso concelho esteja à altura destes desafios tão dificeis:

Começo esta primeira reunião de câmara do ano de 2021 desejando aos meus colegas de vereação, ao Sr. Presidente, aos funcionários e funcionárias do município e aos munícipes do nosso concelho um excelente ano de 2021 e que todos os desafios pessoais e profissionais sejam conseguidos. Espero que este órgão, para o qual fomos eleitos, responda aos anseios da população do concelho através da promoção da coesão social e de um desenvolvimento económico sustentável.

Bloco de Esquerda está contra um orçamento, que recusa responder à crise, que demonstra uma total paralisia do concelho, que mostra a total incapacidade de desenvolver projetos estruturais para o futuro do nosso concelho. Este orçamento é mais uma oportunidade perdida para os nossos munícipes, mas também para a democracia local, pois o executivo continua a recusar dialogar e a ouvir as propostas da oposição.

O Bloco de Esquerda apresentou moção assente na visão de um polo central e dinamizador da vida da freguesia, através da forte ligação com a população local, agregando os diversos intervenientes, como a Junta de Freguesia, os Fregueses e os pequenos agricultores, num compromisso de partilha de atuação, simultânea e equitativa, numa lógica integrada nas vertentes económica, social e cultural. O Bloco sempre com na defesa da população.

O Bloco de Esquerda denuncia e acusa o Presidente da União de Freguesias Glória do Ribatejo e Granho, de não cumprir a lei do estatuto da oposição, tendo sido inclusivamente o único do concelho a não o cumprir, impedindo o Bloco de apresentar propostas, ou sequer ser ouvido na elaboração do orçamento de 2021, numa demonstração clara, de desprezo e falta de consideração pela oposição.

Páginas